Répteis: tudo o que você precisa saber

10 de dezembro de 2019

Répteis
Iguana é um dos répteis domésticos

Os répteis podem ser ótimas opções para quem quer sair da caixinha e ter um animal de estimação bem diferente. Contudo, os cuidados com esses animais são muito específicos e bem diferente com o que o tutor de cão e gato está acostumado. 

Embora os répteis necessitem de cuidados especiais, eles estão cada vez mais comuns nas casas dos brasileiros. Segundo dados do IBGE, o número de répteis de estimação cresceu!

Portanto, se você tem um réptil em casa ou está pensando em adotar algum, confira as dicas de como cuidar das principais espécies.

Cuidados ao ter um réptil

O primeiro cuidado fundamental ao adotar um réptil é garantir a procedência do animal. Nem todos as espécies de répteis podem ser compradas facilmente, algumas necessitam da autorização do IBAMA

Para isso procure adquirir animais a partir de vendedores licenciados, dessa forma os animais serão legalizados. Isso é muito importante para a qualidade de vida do animal, além disso é uma das formas de combater o tráfico de animais, que movimenta cerca milhões todos os anos e é responsável pela morte de muitos animais. 

Na hora da compra, a loja deve fornecer a nota fiscal, as especificações técnicas e o animal deve vir com um microchip de identificação. Além disso, o tutor deve conhecer a biologia básica do animal. 

Além disso, esses animais dependem do ambiente externo para sobreviver, portanto, alguns cuidados são necessários para que ele viva confortavelmente sobre cativeiro. O primeiro cuidado, pode ser com um terrário adequado

Para isso, é importante que o terrário seja grande o suficiente para comportar o réptil de forma que ele possa brincar e se locomover. Vale lembrar que alguns animais, como as iguanas, podem chegar a até 2m de comprimento. 

Os terrários devem ficar em locais bem arejados e o ideal é que eles consigam receber alguns raios solares durante o dia, com cuidado para que o terrário não fique muito quente. O habitat do bicho pode ser decorado com cascalhos, plantas e até verduras, como no caso das tartarugas. 

Além disso, é importante manter a temperatura adequada. Estes animais têm o sangue frio, portanto, necessitam de um certo aquecimento, que pode ser feito com luzes para aquário ou com pedras de aquecimento. 

Seguir a dieta recomendada para o animal é fundamental para que ele possua uma vida saudável e cheia de energia. A maioria das espécies possuem rações especiais que podem ser oferecidas, no entanto, algumas podem se alimentar de verduras e legumes, como as iguanas e tartarugas. 

Tipos de répteis de estimação

quantos anos vive uma tartaruga bem cuidada

Para quem gosta de animais exóticos e escolheu os répteis, existe uma variedade de espécie na hora de escolher qual levar para casa. 

No entanto, é fundamental conhecer muito bem sobre a espécie escolhida, afinal, é preciso saber cuidar e entender as necessidades do pet

Na hora de escolher, a melhor coisa é conhecer os animais e saber qual a sua rotina diária, se você daria conta de um animal desse tipo e até mesmo se você consegue se adaptar a ele. 

As tartarugas, os cágados e jabutis, são as opções mais conhecidas de répteis para ter em casa. Em geral, são animais fáceis de cuidar, porém, necessitam de cuidados específicos com a temperatura e alimentação.

As iguanas têm conquistado cada vez mais o coração de quem busca por um animal diferente. Elas são belíssimas, costumam ser bem calmas, mas também necessitam de atenção quando se trata de alimentação, afinal, elas não se alimentam diariamente.

os teiús, lembram muito as iguanas quando se trata de comprimento, este animal pode medir até 2m e tem uma cauda bem longa. Eles também costumam ser calmos e carinhosos, sua alimentação deve ser composta por proteína animal e vegetal. 

As cobras são os animais considerados mais exóticos e assustadores, mas elas também podem ser ótimas para quem gosta desse animal. Algumas cobras como a Jibóia ou a Cobra de Milho podem ser adquiridas como animais de estimação

No entanto, ao optar por uma cobra, é preciso de alguns cuidados com a alimentação, uma vez que ela se alimenta de pequenos invertebrados. Além disso, as cobras não são animais domesticados, portanto não precisam de muito carinho nem de atenção.

Répteis são carinhosos?

Algumas espécies de animais como as tartarugas, os cágados, os jabutis, o teiú, podem ser animais bem carinhosos com seus tutores. As tartarugas adoram brincar e são capazes de interagir. 

No entanto, algumas espécies como as cobras, não são animais de muita interação, além disso, elas não são fáceis de serem domesticadas, por isso não demonstram muitos afetos. 

As iguanas também podem ser animais carinhosos, é fundamental que o animal receba todo o carinho possível de seu tutor para se sentir bem e viver confortavelmente.

Gostou desse post? Leia mais em nosso blog: