Quando dar vitaminas para cachorro e gato?

Compartilhar:


vitamina para cachorro

Assim como para nós humanos, a vitamina para cachorro e gato tem o objetivo de contribuir como complemento alimentar com o objetivo de aumentar a ingestão de  nutrientes que são necessários para manter o corpo do animal saudável. Elas previnem contra doenças graças a alta imunidade oferecida. No entanto, como saber qual é o momento necessário de incluirmos as vitaminas na alimentação do nosso pet? Vamos lá! 

Vitaminas para cães e gatos: quando é o momento?

Embora a maioria das rações de qualidade para cães e gatos contem na sua composição inúmeras vitaminas, em alguns momentos a ingestão desses nutrientes tem maior necessidade, principalmente se o animal apresenta alguma dificuldade de absorvê-los. 

Elas funcionam como um “algo a mais” quando o corpo do cachorro ou gato precisa de maiores substâncias para garantir o bom funcionamento do organismo. Para saber quando isso é necessário, é indispensável a visita ao veterinário. Afinal, essa pergunta só pode ser respondida com exames que comprovem a falta de uma determinada vitamina no organismo do seu pet. 

O ideal é dar vitaminas para o animal apenas se houver necessidade, e isso somente o médico veterinário poderá dizer por meio da consulta. É muito comum, por exemplo, que alguns tutores confundam o papel das vitaminas com os dos suplementos alimentares. As vitaminas são substâncias essenciais para o organismo, e o suplemento é um complemento à alimentação, que pode ou não conter vitaminas. 

Principais tipos de vitaminas para cachorro e gatos

Existem inúmeras vitaminas voltadas para cães e gatos, cada uma delas com ações específicas e com o objetivo de contribuir diretamente com o nutriente pendente no organismo dos animais. Entre elas, por exemplo, temos:

  • Vitamina A: essa é um composto indispensável para quando há carência no sistema imunológico dos animais. Ela ainda contribui com a redução de estresse em cães e ajuda a prevenir câncer, infecções e alergias. A vitamina A ainda ajuda na formação dos glóbulos vermelhos e pode ser encontradas em alimentos como: leite, frutas, espinafre, carne e entre outros;
  • Vitamina C: para os pets, a vitamina C colaboram com a constituição de tecidos conjuntivos, ossos e dentes. Embora sejam produzidas naturalmente no organismo, por vezes, é comum que elas sejam expelidas em grandes quantidades, o que causa a necessidade de sua reposição;
  • Vitamina D (cálcio): essa acaba sendo a mais conhecida, já que contribui diretamente com a formação óssea dos animais. Ela é importante no desenvolvimento dos músculos dos animais e ainda no sistema nervoso, colaborando com a transmissão de impulsos. 

Conte sempre com um veterinário de sua confiança

É importante considerar que o uso indiscriminado dessas substâncias sem consentimento do Médico Veterinário do animal, pode acarretar consequências futuras, como é o caso de hipervitaminose, que pode levar à intoxicação. Por isso, nada de incluir as vitamina para cachorro na dieta dos animais sem nenhuma indicação médica. Caso contrário, o que era para ser vital para o seu pet, pode contribuir com a piora do seu estado clínico, levando a sérios riscos.

Gostou desse post? Leia mais sobre em nosso blog:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

4 Comentários

  1. Eliane disse:

    Na verdade é uma dúvida e quem da comida natural,como variar pra ter um equilíbrio de vitaminas e ter certeza q esta dando todas as vitaminas,nutrientes necessários ao pet?

  2. Paula disse:

    Os dentes dos meus cachorros tão mole e caindo posso da a vitamina C resolveria? Eles tá idoso

Deixe o seu comentário