Como funciona a audição dos gatos?

Compartilhar:


audição dos gatos

Com certeza você já ouviu falar que os gatos ouvem muito bem – e não é para menos! A audição dos gatos é tão potente que eles podem ouvir sons que a gente nem imagina

Esse é um dos sentidos fundamentais dos felinos, afinal, como caçadores eles precisam ter uma audição muito boa para ouvir sons muito baixos e agudos que são emitidos por suas presas. 

O que faz a audição dos gatos ser tão boa?

A audição felina é muito mais apurada que a dos humanos e a dos cachorros. Enquanto a capacidade auditiva de um humano adulto é de até 20.000 Hz e a do cachorro é de 40.000 Hz, a capacidade auditiva dos gatos adultos pode chegar a 50.000 Hz

Na verdade, os gatos mais jovens podem ouvir até 100.000 Hz. Ou seja, eles realmente têm uma audição muito sensível! Mas não para por aí! Além da alta capacidade auditiva, os gatos também têm vantagem quando o assunto é intensidade sonora

Os felinos conseguem captar um som audível para as pessoas a apenas 1/1000º da intensidade do som. Eles são capazes de ouvir sons extremamente baixos, como os emitidos por ratos, aves ou insetos, e como forma de se comunicar com outros animais da mesma espécie.

E o mais interessante disso tudo é que os gatos conseguem identificar esses sons a uma distância de 20 metros! Mas é claro que nem tudo é perfeito e, à medida que os gatos envelhecem, sua audição vai se deteriorando. Ainda assim, ela permanece boa. 

orelha dos gatos

Orelhas muito tecnológicas!

Pode não parecer, mas as orelhas do gato são cheias de músculos capazes de se movimentar em direção ao som. E por mais incrível que pareça, esses movimentos ocorrem de forma automática.

Além disso, as orelhas dos felinos são perfeitamente projetadas para a entrada dos ruídos, tornando-as praticamente uma concha acústica fofinha

Sua orelha é formada por aproximadamente 32 músculos diferentes, o que fornece ao gato maior mobilidade dos movimentos involuntários ao ouvir algum som. Graças a esses dons auditivos, os felinos se tornam predadores perigosos para suas vítimas, afinal, eles conseguem encontrá-las com facilidade.

A anatomia da orelha do gato é composta por três partes: ouvido externo, ouvido médio e ouvido interno

O ouvido externo é a parte que se encontra o pavilhão auricular, quer dizer, nada mais do que a orelha, composta por uma cartilagem coberta por pelos e o canal auditivo. Lá os sons são capturados e mandados para os tímpanos, chegando no ouvido médio. 

O ouvido médio, por sua vez, é composto pelo tímpano e por uma câmara de ar com três pequenos ossos: o martelo, a bigorna e o estribo. Além disso, nessa região também encontramos a janela oval e o eustáquio, ligando o ouvido médio até a cavidade nasal, equilibrando a pressão atmosférica do felino. 

A parte mais complicada da orelha do gato está no ouvido interno, afinal, é lá que a mágica acontece. Ele é composto pela cóclea – responsável pela audição – e pelo sistema vestibular, responsável por manter o equilíbrio do animal, garantindo também a agilidade

Bacana esse tema, não é mesmo? Acesse nosso blog para ler mais conteúdos sobre gatos:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário