Cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira: o que pode ser?

Compartilhar:


Cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira

Presenciar o seu cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira não é nada fácil e gera muitas preocupações. Por isso, é comum que o tutor fique ansioso e procure rapidamente conhecer as causas que podem estar relacionadas a esse problema.  

No entanto, nem sempre um cachorro fraco das pernas é sinônimo de desnutrição. Dessa forma, fazer um diagnóstico em casa não é recomendável.

Por isso, você deve levar o seu amiguinho para o veterinário, que irá examiná-lo e encontrar a raiz do problema. 

Como há diversos fatores que podem desenvolver esse sintoma, separamos as quatro causas mais conhecidas. Então continue a leitura para entender melhor sobre cachorro fraco das pernas e o que fazer nesse caso! Aproveite!           

Cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira: o que pode ser?

Normalmente, quando um cachorro está doente, há alguns sintomas bem comuns, como falta de apetite e desânimo. Ou seja, não é tão simples identificar de onde surge o problema e o que fazer para solucioná-lo. 

No entanto, em quadros de cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira, mesmo sendo um sintoma mais evidente, pode indicar diversas situações. Entre elas estão: artrose canina, artrite canina, bico de papagaio, hérnia de disco ou doenças infecciosas.

Veja alguns detalhes dessas doenças a seguir e saiba como tratar de cada uma.

Artrose canina

Trata-se de uma patologia degenerativa que se expande nas articulações do cachorro. Embora ela seja mais frequente em pets mais velhos, alguns cães mais jovens também podem desenvolvê-la.

Nesse caso, os aspectos que podem desenvolver essa enfermidade estão associados com a genética e a obesidade

Essa doença surge como consequência do desgaste da cartilagem que é responsável por proteger o interior das articulações dos ossos.

Isso acaba provocando uma perda na elasticidade, e como resultado deixa o cachorro caindo das pernas. Aliás, a sobrecarga é tanta que evidencia o desgaste ósseo e impede cada vez mais que o animal se movimente por causa da dor. 

Artrite canina

A artrite pode ser definida como um termo geral para inflamações anormais na articulação.

Como vimos anteriormente, a cartilagem funciona como uma almofada para proteger os ossos. Quando seu desgaste ocorre rapidamente, acaba provocando inflamações, deixando as articulações inchada e doloridas.

Vale ressaltar que a artrite não tem cura. Portanto, caso o tratamento precoce não seja feito, a doença pode se agravar, necessitando de tratamentos mais severos, como cirurgia.

Bico de papagaio                                    

Mais uma doença que deixa o cachorro fraco das pernas é a espondilose.

O seu nome popular, bico de papagaio, deve-se ao formato de uma curvatura na coluna do animal, se assemelhando a um bico curvado. 

Trata-se de uma doença degenerativa que causada, na maioria das vezes, por instabilidade da coluna vertebral.

Isso resulta no desgaste do disco vertebral e no deslocamento da vértebra ou até mesmo em um alongamento de parte específica de duas vértebras do cão. 

Hérnia de disco                    

A hérnia de disco é basicamente a locomoção do disco que promove uma pressão muito grande sobre os ossos e nervos da coluna. Isso gera muita dor e desconforto no animal quando ele tenta realizar qualquer ação locomotora. 

Vale ressaltar que ela pode ser de dois tipos, aguda e crônica, e ambas deixam o cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira. 

Qual o tratamento adequado para cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira?                   

Conforme especialistas, o fato de o cachorro apresentar fraqueza nas patas dianteiras ou traseiras, além de um sintoma, é uma ajuda para que o diagnóstico seja feito rapidamente.

Assim, o tratamento apropriado para o animal que apresenta esse sintoma depende de variados aspectos. Entre eles, destaca-se a origem do sintoma do estágio em que se encontra a doença e também o estado de saúde de cada pet.

Em caso de apatia, por exemplo, os veterinários podem usar a fluidoterapia (soro na veia). Já em casos de artrite, será prescrito para o cachorro a utilização de anti-inflamatórios. Ou seja, tudo depende do quadro em que ele se encontra.

Como evitar esse sintoma no cachorro?                  

Primeiramente, você deve garantir que o seu amiguinho esteja se alimentando com uma ração de qualidade ou alimentação natural balanceada.

Além disso, é fundamental vacinar o seu pet uma vez por ano, evitando assim que ele fique doente. Também é interessante oferecer vermífugo ao animal, conforme a prescrição veterinária. 

Por fim, faça visitas ao veterinário com o pet ao menos uma vez por ano.

Isso é importante porque o profissional irá examiná-lo e pode diagnosticar de forma precoce qualquer problema de saúde. Dessa maneira, você evita encontrar o cachorro com fraqueza nas pernas e tremedeira.    

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

1 Comentário

  1. Tenho um cachorro dalmata, ele tem 11, ele toma medicamentos para convulsões com gardenal, e brometo de potassio, só que agora a pouco tempo ele começou à ter tremedeiras e fraqueza nas pernas, não sei mais o que fazer.e disse:

    Agradeço pela oportunidade.

Deixe o seu comentário