Latido de cachorro: saiba o que seu pet quer te dizer

Lysandra J. Barbieri

| Atualizada em

Colaboração de Lysandra J. Barbieri

Compartilhar:
latido de cachorro
Latidos são a voz dos cães

A voz do pet é seu latido de cachorro. É por ele que nossos amigos tentam “falar” com a gente, indicando que estão com fome, com raiva ou até com dor. Pensando nisso, elaboramos este post sobre essa forma de comunicação.

Latido de cachorro alto e curto

É o som da alegria. Traduzindo para o português, seria algo como “oba, que bom que você chegou!”. Os cachorros soltam esse tipo de latido geralmente quando os tutores chegam em casa ou quando vão passear ou brincar.

Latido agudo e curto

Lulu da Pomerânia branco rosnando no sofá

Ao contrário do anterior, esse latido de cachorro indica que o cachorro está incomodado com alguma coisa. Geralmente esse som vem acompanhado de uma inquietação. Nessas horas, o tutor deve observar seu amigo para ver o que está tirando a paz dele.

Às vezes são coisas simples, como o tapetinho higiênico sujo ou o potinho de água vazio. Se ele seguir com esse comportamento e você não perceber o que está o está tirando do sério, é melhor consultar um veterinário.

Latidos seguidos e altos

É quando o cachorro percebe que algum “invasor” entrou no território. É sempre bom observar, porque pode ser que ele tenha visto um inseto ou, numa situação pior, um rato ou um ladrão! Se o invasor for um humano desconhecido, a melhor atitude é chamar a polícia.

Latidos seguidos, mas espaçados

Bem parecido com o anterior, esse latido de cachorro serve para alertar quem estiver no caminho do tutor. É como um último aviso: “Se chegar perto, leva mordida”.

É muito comum que seu cachorro utilize esse som em passeios. Por isso, atenção: se notar que seu amigo está com esse comportamento, melhor atravessar a rua ou segurá-lo bem próximo, pois o risco de um acidente (leia-se de uma pessoa ou outro cachorro levar uma mordida) é grande.

Latidos constantes e agudos

É quando o cachorro está triste ou ansioso. Normalmente ocorre quando o tutor sai para trabalhar e seu amigo se sente sozinho. É o que mais causa reclamações de vizinhos.

Para amenizar, você pode oferecer brinquedos ao pet sempre que sair. Os brinquedos interativos com dispenser de petiscos são ótimos para distrair os cães.

Latido de cachorro e ansiedade de separação

Para tentar evitar esse latido, o tutor deve tentar diminuir a ansiedade de separação (algo que será cada vez mais comum com o retorno gradativo dos tutores aos escritórios após meses de home office).

“Algumas dicas podem ajudar a deixar o animalzinho mais tranquilo enquanto estiver sozinho em casa, e uma delas é deixar uma peça de roupa que você tenha usado, e que tem seu cheiro, para que o animal sinta que você está perto”, explica a médica veterinária Lysandra Barbieri, da Educação Corporativa da Cobasi.

“Se possível, faça o retorno gradativo das atividades, se ausentando por algumas horas do dia, e depois vá aumentando essas horas aos poucos, para que ele entenda e não se sinta ansioso pela situação. Outra dica é deixar objetos que distraiam a atenção do pet, como dispenser para petiscos, comedouros interativos, mais mordedores e petiscos escondidos pela casa, enfim, coisas que façam seu pet se distrair enquanto você estiver fora”, completa a especialista.

Gostou dessas dicas? Leia mais sobre cachorros em nosso blog:

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário