Ração para cadela gestante: saiba escolher

Compartilhar:


A gestação canina é um período delicado que demanda, dentre outras coisas, uma atenção redobrada com a alimentação. Afinal, uma nutrição adequada pode fazer a diferença no crescimento saudável dos filhotes e na própria saúde da mãe. Por esse motivo, especialistas costumam oferecer recomendações especiais na escolha da ração para cadela gestante.

O período de gravidez de uma cachorrinha gira em torno dos 60 dias de duração. E o primeiro passo para garantir o sucesso deste estágio tão especial, é se certificar que o animal está sendo devidamente acompanhado por um médico veterinário.

Tal como ocorre com os humanos, os cachorros também necessitam de um pré-natal. Só este processo irá poder, por exemplo, dar suporte para a criação de uma dieta que se adeque à individualidade da mamãe-pet e garanta que ela e sua prole sigam saudáveis até o parto. E, claro, após ele também.

Sabendo que o acompanhamento com um especialista é indispensável, este artigo irá oferecer algumas dicas gerais sobre a importância de se fazer a escolha correta da ração para cadela gestante.

Ração para cadela gestante deve ser nutricionalmente densa e de fácil digestão

De acordo com os especialistas, o desenvolvimento dos fetos de cachorro ocorre majoritariamente após a 5ª semana de gestação. Para se ter uma ideia, os veterinários estimam que mais de 70% do peso do filhote é atingido durante a 5ª e a 7ª semana.

Essa dinâmica singular coloca as gestantes em uma situação quase paradoxal. Afinal, ao mesmo tempo que é preciso comer mais para oferecer a energia necessária para esses dias boom de seus filhos, o espaço na barriga para fazê-lo acaba sendo menor.

Diante disso, médicos veterinários costumam enfatizar uma ração para cadela gestante que reúna densidade nutricional com a facilidade de digestão.

Ao unir esses dois aspectos, o alimento canino irá permitir que a cadela se nutra com níveis adequados de gordura, proteína e outros micronutrientes. E, além disso, consiga comer a quantidade necessária sem se sentir estufada.

Como você viu neste artigo, o ideal é que a recomendação da ração específica seja feita por um especialista. Não raramente, porém, os veterinários costumam recomendar uma ração para cadela prenha do tipo superpremium.

Especialistas recomendam tática para facilitar a alimentação da cachorra prenha

Como você já viu neste artigo, o avanço das etapas de gestação de uma cachorra acaba exigindo um aumento progressivo das calorias consumidas diariamente.

Neste contexto, o uso específico de ração para cadela gestante desempenha papel importante. Mas, muitas vezes, não é capaz de resolver a questão por si só.

Isso acontece porque, por mais que a ração seja adequada, seus efeitos não serão totalmente satisfatórios caso ela não seja consumida na quantidade ideal sugerida pelo veterinário.

Assim, muitos especialistas costumam recomendar aos tutores algumas táticas capazes de facilitar que a cadela coma o montante indicado.

Dentre as táticas sugeridas, se destaca a diminuição da quantidade da porção oferecida a cada refeição. Isto é, o maior fracionamento e o aumento da frequência em que será dada a ração para cachorra prenha.

Seguindo essa dica, o tutor irá facilitar o trabalho de digestão de seu pet e garantir que ele tenha mais espaço na barriga para a próxima refeição.

Quer saber mais sobre o cuidado com os pets? Acompanhe o blog da Cobasi:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário