Cachorro com barriga inchada e dura: causas e cuidados

10 de junho de 2021

Saúde e Cuidados
cachorro com barriga inchada e dura

Cachorro com a barriga inchada e dura é sinal de que algo errado está acontecendo em seu organismo. Este é o primeiro sinal clínico de diversas doenças.

É papel do tutor ter atenção a todos os hábitos do animal de estimação. Quando a barriga do pet parece diferente, a causa pode ser verminoses, parasitas, prisão de ventre, gases, infecções… A lista de possíveis fatores é grande, mas apenas um profissional é capaz de entender o que está acontecendo com o bichinho.

Portanto, para te nortear, a Cobasi preparou uma matéria especial que explica o que fazer e como evitar a barriga inchada e dura em cães.

O que fazer quando o cachorro está com a barriga dura?

Leve o cão ao médico veterinário imediatamente. Ele será responsável por descobrir o que há de errado e o que fazer.

Há casos em que a barriga dura e inchada pode ser evitada com medicações, enquanto condições mais graves necessitam de cirurgias urgentes.

Por isso, é fundamental que um profissional faça o diagnóstico completo e certeiro sobre a condição do pet, de acordo com uma série de fatores, como idade, sexo, raça, porte do animal, entre outros. O tratamento varia para cada transtorno e bichinho.

O inchaço abdominal canino traz desconforto ao animal. Portanto, ao primeiro sinal de barriga inchada e dura, consulte um veterinário. Alguns sintomas comuns são:

  • Diarréia
  • Vômito
  • Perda de apetite
  • Alteração no comportamento
  • Cansaço
  • Dificuldade para respirar

Barriga inchada e dura de cachorro: o que pode ser?

Duas das doenças mais conhecidas quando o cachorro está com inchaço abdominal são a barriga d’água e a torção ou dilatação do estômago.

No primeiro caso, a barriga d’água, também conhecida como ascite, é causada pelo acúmulo de líquido no abdômen. A doença pode ser derivada de hábitos ruins, como a má alimentação, a falta de água e de atividade física e doenças prévias.

No entanto, a torção gástrica em cães é mais grave e por essa razão, necessita de intervenção veterinária urgente. A doença acomete, sobretudo, raças grandes, com peito largo.

A dilatação do estômago acontece por causa da alimentação em excesso e/ou incorreta. Se não tratada, a doença pode ser fatal. Por isso, verifique se o cão está inquieto, com dor abdominal, falta de ar e ânsia de vômito constante, mas sem conseguir vomitar.

Além da barriga d’água e torção gástrica, a barriga inchada e dura do animal pode ser insuficiência cardíaca, problemas hepáticos, tumor ou obstrução por corpo estranho. 

Contudo, lembre-se: não medique seu pet por conta própria! O medicamento errado pode piorar o quadro do cachorro. Ao primeiro sinal de que algo não vai bem, tutores conscientes levam seus cachorros ao veterinário.

Como evitar?

SORO-CASEIRO-PARA-CACHORRO-MEIO
Com relação a medicação de seu pet, o mais aconselhável é que ela seja receitada e administrada por um médico veterinário.

Manter a saúde e bem-estar do cão é o primeiro passo para garantir que nada aconteça com ele. Portanto, siga essas dicas:

  • Siga o calendário de vacinação e vermifugação
  • Ofereça água limpa e fresca ao animal e rações de qualidade em porções
  • Não pratique exercícios intensos após refeições
  • Faça check-ups com médico veterinário de confiança frequentemente

Veja mais posts no blog da Cobasi: