Tartaruga de orelha vermelha: saiba mais sobre a espécie

Compartilhar:


tartaruga de orelha vermelha

Você já ouviu falar na tartaruga de ovelha vermelha? Apesar de ser uma espécie nativa dos Estados Unidos, atualmente ela pode ser encontrada em diversas partes do mundo. No Brasil, de acordo com as regras do IBAMA, é proibido ter uma tartaruga dessa espécie como animal de estimação.

Mas ainda assim, esse é um animal encantador. Então, vamos conhecer mais sobre ela?!

Como alimentar uma tartaruga de orelha vermelha?

O melhor jeito de alimentar uma tartaruga é oferecendo a ela ração própria, de acordo com a idade do animal. Por isso, confira a seguir algumas opções.

No entanto, sempre que for alimentar uma tartaruga, lembre-se de oferecer uma quantidade que pode ser consumida por completo em até 10 minutos.

Como funciona a reprodução da tartaruga de orelha vermelha?

As fêmeas atingem a maturidade sexual com cerca de cinco anos de idade; já os machos possuem um processo bem mais rápido, com dois ou três anos. As fêmeas podem alcançar até 30 cm de comprimento, enquanto os machos chegam a 25 cm. Aliás, essa diferença é uma das principais características na hora de descobrir o sexo do animal.

Nas fêmeas, o plastrão (parte inferior da carapaça) é um pouco convexo, com o objetivo de gerar maior espaço para ovos. Nos machos, o plastrão pode ser reto, para se ajustar melhor sobre a fêmea, promovendo mais conforto no momento do acasalamento.

Outra característica que facilita a identificação dos machos adultos é o tamanho maior tanto das patas e unhas dianteiras como da cauda. As fêmeas podem realizar várias desovas nas épocas mais quentes do ano. Elas escavam ninhos no chão, onde depositam de 12 a 15 ovos, que podem demorar de 50 a 90 dias para eclodir, dependendo principalmente da temperatura e umidade do ambiente.

tartaruga de orelha vermelha

Como cuidar de filhotes de tartarugas?

Os filhotes de tartarugas podem viver em aquaterrários ou em lagos de jardim. No entanto, é de suma importância dimensionar previamente o local, levando em conta a quantidade e o tamanho das tartarugas. Além disso, é preciso disponibilizar o máximo de espaço possível, com as relações de 5 vezes o comprimento e 3 vezes a largura do casco do animal.

Embora o crescimento das tartarugas não seja muito rápido, é importante considerar o tamanho de um adulto, pois assim se descarta a necessidade de trocas futuras. A porção alagada – ou pelo menos parte dela – deve ter uma profundidade condizente com o tamanho das tartarugas, isto é, a lâmina de água com altura perto do comprimento da carapaça. Isso é importante pois só assim elas conseguem apoiar as patas traseiras no fundo e a cabeça na superfície.

Ponto importantes sobre tartarugas aquáticas

As tartarugas aquáticas podem conviver com os peixes ornamentais, embora não seja recomendado. Isso porque elas podem comê-los ou acabar prejudicando de alguma forma, pois seu metabolismo elevado gera excesso de excrementos, deixando a água em condições que não são boas para os peixes.

Qual é o tempo de vida das tartarugas?

As tartarugas podem viver por até 40 anos. Quando mais jovens, exibem manchas e um casco de cores vibrantes. Com o passar do tempo, ao envelhecerem, a cor do casco começa a escurecer e as manchas, até as faixas vermelhas, esmaecem.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário