Saiba como lidar com um gato bravo

Compartilhar:


gato bravo

Ter um gato bravo pode ser um problema para pessoas que esperam um pet carinhoso e brincalhão. Além de ter que evitar com que outras pessoas tenham contato com o animal, em certos casos, o tutor não sabe como agir.

Caso seu pet esteja muito isolado, encara muito as pessoas, expõem os dentes e arqueia as costas em ocasiões específicas, saiba que ele está bravo. Se esse comportamento for acompanhado por orelhas para trás, pupilas dilatadas e pelos arrepiados, algo está errado.

Se você está enfrentando essa questão com seu pet, é bom saber as medidas que deve adotar e como reverter essa situação.

Porque o gato pode ficar bravo?

Todo tutor quer ver o seu pet bem e saudável. Mas quando um comportamento não é muito comum no animal, isso já vira motivo para preocupação. Ao adotar um gato, você espera que ele seja brincalhão e seja uma boa companhia felpuda. Entretanto, alguns fatores podem fazer com que o humor do gato varie, o deixando bravo.

Antes de tudo, é importante que você saiba que a reação que o gato tem quando fica bravo é causado pelo seu traço biológico. Como os gatos domésticos descendem de felinos selvagens, a atenção e instinto violento são essenciais para a sobrevivência na natureza. 

Mas claro que esse fator só se manifesta em certas ocasiões. Quando o pet está em um ambiente que o deixa estressado ou assustado, o comportamento bravo pode ser uma resposta a isso. 

Mudanças bruscas de ambiente podem ser um deles. Caso você tenha se mudado para outra casa, saiba que gatos não se adaptam tão rapidamente a novos espaços como cães. Se perceber que seu animal está mais violento e nervoso, essa pode ser a razão.

A adoção de um novo pet também pode ser o motivo. Assim como os felinos selvagens, os gatos domésticos são territoriais. Ao perceber que há um animal novo ocupando o mesmo espaço ou residência que ele, o comportamento bravo pode ser uma resposta a isso, onde o gato tenta defender seu território.

Maus tratos e ausência de cuidados também podem fazer com que seu gato fique bravo. Se seu pet está sendo machucado ou apresenta algum problema de saúde, ele pode ficar mas nervoso e até mesmo atacar as pessoas. Essa é uma maneira que ele está tentando se defender e evitar que o prejudiquem.

Como acalmar um gato bravo?

gato bravo

Antes de saber como lidar com esse comportamento, é preciso que você saiba identificar que seu gato está apresentando mesmo um comportamento bravo. Afinal, não são todos os gatos domésticos que possuem um comportamento sociável. Alguns podem ser apenas tímidos ou mais reservados.

Para saber se seu gato está bravo, é importante que você observe bem o ambiente em que seu pet se encontra. Há algo fora do comum ou que possa estar incomodando seu gato? Somente identificando o problema que você poderá resolver esse comportamento.

Antes de tudo, é importante que caso o seu gato apresenta um comportamento bravo e violento e se ele estiver muito arrisco, a primeira opção é procurar um médico veterinário. Assim, você será capaz de saber se seu pet está com algum problema de saúde ou se está passando por muito estresse.

Agora, se você se mudou recentemente, essa pode ser uma das causas. Para isso, tente levar seu gato para a nova casa somente quando terminar toda a mudança e arrumação. Evite também que seu pet fique muito tempo sozinho na nova residência e não faça outras mudanças bruscas na rotina do animal.

Continue dando a mesma ração e tente deixar o espaço do pet do mesmo modo como era antes, além de oferecer a ele muito carinho e atenção. Desse modo, será mais fácil que o gato se adapte melhor. 

Evite que seu animal fique em um lugar estressante. Barulhos intensos e maus tratos podem afetar o pet. Por isso, ofereça a ele um lugar silencioso e não deixe que machuquem seu pet.

O que não fazer com seu gato bravo

Se mesmo com esses cuidados, seu gato ainda apresentar um mau comportamento, não retribua da mesma forma. Evite ter atitudes violentas como gritar e maltratar o animal. Isso só irá piorar a situação. 

Você também não deve punir seu gato com atitudes restritivas. Sempre ofereça a ele ração, água e mantenha a caixa de areia em que seu animal faz as necessidades limpa. Desse modo, seu gato terá conforto e prazer, podendo reduzir o sentimento de braveza.

Opte por treinar seu gato e utilizar petiscos como recompensas e por bom comportamento. Desse modo, você pode reverter a situação. Porém, sempre lembre de consultar um médico veterinário para ajudar neste processo.

Assim como os seres humanos, os gatos domésticos podem ser afetados por situações e lugares estressantes. Por isso é essencial que você saiba identificar se seu gato está tendo as condições necessárias para viver bem.

Sempre tenha atenção com seu pet e não o puna violentamente. A paciência e amor é o melhor caminho com seu amigo para que vocês dois tenham uma boa convivência.

E se quiser saber mais sobre cuidados com gatos, confira nossos outros posts:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário