Saiba o que misturar na ração para o cachorro comer

Compartilhar:


o que misturar na ração para o cachorro comer

O que misturar na ração para o cachorro comer é um conhecimento que todo tutor deveria ter. Seja para agradar, para abrir o apetite de um pet que anda sem fome ou mesmo para tentar economizar nas contas.

Os últimos 70 anos foram uma verdadeira revolução nos comedouros dos animais de estimação. Foi nesse período que as grandes marcas de comida para pets surgiram e que as principais pesquisas sobre nutrição animal se desenvolveram.

A verdade é que hoje as rações são consideradas a fonte mais segura e rica para a alimentação dos cães. Por isso, uma dieta baseada 100% em ração, sobretudo aquelas feitas com ingredientes de alto valor nutricional, é suficiente para o pleno desenvolvimento e saúde do seu bichinho.

Porém, em alguns momentos pode ser uma boa ideia combinar a ração com outros alimentos. Para isso, no entanto, é preciso saber o que o cachorro pode e o que não pode comer.

O que combina e o que não combina 

Pense bem: agradar o seu bichinho misturando o resto de uma feijoada com a ração pode ser uma péssima ideia. Não só pelo excesso de gordura ou porque o feijão pode causar desconforto estomacal, mas porque a cebola do refogado é venenosa para os cães.

Por isso é crucial conhecer quais alimentos são permitidos aos cães e quais são seus efeitos no organismo do animal. Lembre-se, ainda, que cada animal é único. Assim, o melhor e mais seguro é consultar um veterinário para descobrir o que misturar na ração para o cachorro comer.

De qualquer maneira, a decisão também vai depender da qualidade da ração. Por exemplo, rações super premium com um teor altíssimo de proteínas de qualidade e pouco carboidratos podem ser acompanhadas de arroz integral ou por uma banana, sem problemas.

Já para as rações que contêm muitos carboidratos, o ideal é acrescentar algum proteína magra e de qualidade na mistura. Há uma variedade imensa de boas opções entre as rações úmidas para facilitar essa combinação, com sabores que vão desde carne de panela até carneiro com brócolis.

o que misturar na ração para o cachorro comer

O que misturar na ração para o cachorro comer

Se a ideia é complementar a alimentação do animal com produtos frescos, os alimentos a seguir são boas opções:

  • arroz integral;
  • aveia;
  • banana; 
  • batata doce;
  • brócolis;
  • carnes magras cozidas;
  • cenoura;
  • couve;
  • ervilha;
  • linhaça;
  • maçã sem sementes;
  • ovo;
  • peixes.

Agora que já sabemos o que misturar na ração para o cachorro comer, é importante lembrar de não exagerar. Esses alimentos devem ser complementares à ração e oferecidos eventualmente.

Dica extra

Por fim, uma dica importante sobre o que misturar na ração para o cachorro comer é ter atenção à deterioração da comida. A ração misturada com outros alimentos deve ser consumida em até três horas. Depois disso o risco de contaminação é grande.

E não se esqueça que as misturas podem atrair outros animais, como baratas e ratos. Ou seja, tudo bem misturar um pouquinho de alimentos saudáveis para os cães na ração, mas tenha atenção redobrada com a higiene, para evitar problemas.

Mix de texturas: a mistura que conquista cães

cachorro comendo ração no comedouro

Além dos alimentos naturais, que tal misturar ração com alimentos úmidos? O mix de texturas nada mais é do que a união entre esses dois produtos, de modo a garantir um alimento saboroso e nutritivo ao seu bichinho de estimação.

Uma ótima sugestão é misturar a ração favorita do seu pet com o Guabi Natural Sachê. Em geral, os sachês deixam o alimento seco ainda mais gostoso. Isso porque ele agrada até aqueles cães com paladar seletivo!

Além disso, outro grande benefício dos sachês é que eles são excelentes fontes de água, sobretudo para aqueles animais que não consomem muito líquido por dia. Assim, o alimento mantém o seu melhor amigo saudável e estimula o consumo voluntário do alimento.

A Guabi Natural Sachê foi desenvolvida para complementar a dieta do seu animal de estimação. Ela não contém conservantes, transgênicos, corantes ou aromas artificiais. O diferencial deste para outros produtos é que o sachê tem baixo teor de calorias. Dessa maneira, auxilia a manutenção do peso e a saciedade do pet!

No entanto, lembre-se: antes de misturar algo na ração do seu bichinho, consulte um médico-veterinário. Um mix de texturas desbalanceado afeta a dieta canina e compromete a saúde do pet. Portanto, peça sempre ajuda do profissional para assegurar a qualidade de vida do seu melhor amigo.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

2 Comentários

  1. edienia gean da silva disse:

    parabens muito bom as orientaçoes tirei minha duvida

  2. edineia gean da silva disse:

    continue orientado o que e melhor para alimentação dos nosso amiguinho 4 patas

Deixe o seu comentário