Conheça mais sobre o Vira-lata e saiba como adotar o seu!

Compartilhar:


tutora e seu vira-lata

O cachorro vira-lata é famoso e não é de hoje, isso porque eles são ótimos cachorros, cheios de inteligência, personalidades e donos de uma saúde de dar inveja!

O cachorro vira-lata pode ser encontrado em qualquer lugar, com características distintas e por isso, eles são a paixão dos apaixonados por animais, afinal, o fato de não terem pedigree não faz a menor diferença para os tutores. 

Chamados de cachorros SRD, Sem Raça Definida, esses cães estão cada vez mais famosos e mais presentes nos lares de todo o mundo, inclusive, eles até se tornaram meme!

E não é para menos, essa mistura de raças faz com que eles sejam um pet único!

Afinal, o que é um cachorro vira-lata?

O cachorro vira-lata, também conhecido como raça SRD nada mais é do que um cachorro originário de uma mistura de diversos outros cachorros. 

A principal diferença entre um cão srd e um cão de raça, é que o cachorro vira-lata não possui nenhum tipo de raça, ou seja, ele não carrega nenhuma carga genética de outro animal. 

Já os animais de raça, chamados de pedigree, normalmente são cachorros provenientes de mães e pais da mesma raça, onde na hora da cruza, são analisadas todas as características da raça para evitar que o filhote nasça com alguma predisposição genética

É justamente por esta razão, que o filhote de vira-lata, desde cedo é considerado um pet com uma qualidade de vida altíssima. 

Entretanto, quando falamos de raça srd, precisamos observar que hoje em dia, existem diversos cachorros que surgiram a partir de uma mistura de raças, que vem ganhando notoriedade, como é o caso dos cães híbridos

Por serem cachorros que surgiram através do cruzamento de duas ou mais raças, esses animais não estão incluídos nos registros do American Kennel Club, e não são considerados “cães de raça”. 

Qual a origem do vira-lata

A verdadeira origem dos cachorros SRD é desconhecida, já que esses cães nasceram do cruzamento de raças e a evolução dos cachorros tem mais de 14 mil anos. 

Porém, você sabia que existe mais de um tipo de vira-lata? Existem aqueles que surgem da junção de duas raças, os que apresentam uma ou outra característica de Pedigree específica e outros que são uma grande mistura. Este é o caso dos cães híbridos, que citamos acima! 

Esses cachorros são tão bonitos e com um temperamento tão bom, que eles estão cada vez mais famosos e desejados pelos brasileiros. 

Em alguns países, os vira-latas são objeto de desejo e possuem até clubes exclusivos! Isso mesmo! Nos Estados Unidos, por exemplo, a mistura de raças de cachorro é comum e tem uma fila de fãs! 

Além de animais únicos e lindos, essa mistura resulta em nomes muito divertidos. Fizemos uma lista para você conhecer algumas delas:

Conheça alguns deles: 

  • Maltipoo: Uma mistura de Maltês com Poodle
  • Labradoodle: Uma mistura de Poodle com Labrador
  • Gondendoogle: Híbrido originado a partir do Golden e Poodle
  • Cockapoo: Criado a partir da mistura entre Cocker e Poodle
  • Puggle: Mistura de Pug com Beagle
  • Pomsky: Lulu da pomerânia misturado com Husky

Antigamente, os cães sem Pedigree estiveram excluídos da sociedade e o termo era usado de forma pejorativa. Expressões como “complexo de vira-lata” surgiram para reforçar o espaço marginal ocupado pelos SRDs. 

Mas isso é passado e hoje ter um vira-lata em casa está na moda e é visto como uma forma de dar uma nova oportunidade para um animal abandonado.

Mas afinal, de onde veio o nome de vira-lata?

Há muito tempo, um cachorro srd era sinônimo de cachorro abandonado. É claro que hoje em dia, ainda existem milhares de cães abandonados, mas o termo se deriva pelo fato de que muitos animais não tinham o que comer e viviam sozinhos ao relento. 

Esses animais eram famintos e para procurar comida, costumavam procurar nos restos de lixos, que muitas vezes ficavam dentro de latas. Para alcançar os resíduos, os animais empurravam a lata no chão e vasculhavam o lixo

Porque adotar um cachorro vira-lata

vira-lata branco

Além de lindos e únicos, os vira-latas possuem outra vantagem: podem ser adotados! É verdade que é necessário um investimento para ter um pet em casa. 

Gastos com veterinário, conforto, segurança, ração de qualidade, brinquedos e outros itens são fundamentais para o bem-estar do seu pet, mas o investimento é reduzido quando comparado a um animal comprado em um canil.

Espertos e muito apegados aos donos, os SRDs são conhecidos por sua lealdade. Ao adotar um filhote de vira-lata ou até mesmo um adulto sem raça definida, você dá um lar para um animal que precisa e ganha a companhia de um cão inteligente e com saúde de ferro.

Além disso, existem milhares de animais de rua precisando de um lar, muitos desses animais estão em ONGs de apoio aos animais, no entanto, elas nem sempre conseguem cuidar e dar atenção a tantos pets

Um cachorro adotado é extremamente fiel e carinhoso com o tutor, afinal, ele será eternamente grato por todo o cuidado que o tutor está fazendo a ele. E com isso, a pessoa que adota um cão, se sente feliz e satisfeita por estar promovendo uma boa ação. 

O que é preciso para adotar um cachorro?

Se você quer adotar um pet, saiba que isso é feito através de um processo chamado de adoção responsável,  ou seja, em cumprimento com as suas responsabilidades. 


Para isso, o adotante passa por um processo de avaliação, que irá garantir que ele proporcionará a qualidade de vida que o pet necessita.  Após aprovado, basta fazer um cadastro e o pet estará pronto para ir para casa. 

Faça os preparativos para ele se acomodar em casa, garanta que ele terá  caminha e já deixe preparada uma ração super premium, comedouros e bebedouro, itens de higiene e brinquedos para pet.

Conheça as vantagens dos alimentos Super Premium

Características e curiosidades dos cachorros SRD

cachorros vira-latas juntos

Por ser uma mistura de raças, o vira-lata não tem características definidas a não ser sua esperteza. Existem cachorros SRD de todas as cores e tamanhos, com orelhas eretas, caídas, focinho alongado, mescla de cores, marquinhas de nascença, pelagem longa ou curta, diversidade é o que não falta nesses pets!

Mesmo com o seu comportamento indefinido, o adestramento positivo pode ajudar a educar o seu cão e moldar seu comportamento para adequá-lo à sua rotina. Além de educar o pet, adaptar a rotina também melhora o relacionamento entre tutores e cães, sejam eles de raça ou SRDs. 

Se o pet for agitado,  uma rotina de exercício no dia a dia pode ajudar! Além disso,  você sabia que o olfato e audição dos vira-latas que já moraram na rua são mais aguçados? Outra surpresa desses peludinhos.

Vira-latas ficam menos doentes do que cães de raça?

Os cães de raça carregam características genéticas da sua linhagem. Pelos longos, focinho achatado, porte pequeno, mas também algumas doenças que são agravadas com os cruzados principalmente de animais da mesma família.

Além de não ter essa carga genética pré-definida, o cachorro vira-lata ainda possui mais resistência conquistada nos seus dias de rua.

Mas, cães vira-latas não ficam doentes? Claro que ficam! Eles podem desenvolver todas as doenças como qualquer cão de raça. Por isso, é fundamental realizar o acompanhamento veterinário anual para adultos e semestral para cães idosos.

Além disso, é importante estar com todas as vacinas em dia, usar vermífugos e antipulgas para garantir que o animal não irá sofrer com problemas causados por esses parasitas!

Como cuidar de um vira-lata?

vira-lata adulto

Os cuidados com os cães vira-latas são muito parecidos com aqueles de raça. Eles necessitam de visitas periódicas ao veterinário para acompanhamento e vacinação anual. 

Além disso, a realização de vermifugação e aplicação de antipulgas é fundamental e deve ser feita frequentemente. Outro ponto importante, é a castração que além de evitar ninhadas indesejadas e o abandono, protege seu pet de diversas doenças. Isso vale para cães de raça e vira-latas.

Passeios diários também são cuidados importantes para uma vida saudável e feliz de qualquer cachorro. Ao sair na rua, seu pet pratica exercícios, sente cheiros, vê outros cães e se distrai. Passeios são muito saudáveis, desde que feitos com coleira, guia e placa de identificação e sempre após as vacinas!

Se você investir na qualidade de vida do seu pet, temos uma boa notícia: o seu vira-lata pode viver muito tempo ao seu lado. Então não se esqueça de manter o bichinho ativo, cuidar da sua saúde mental e enchê-lo de amor.

Tire todas as suas dúvidas sobre castração.

Curiosidades sobre o vira-lata

O vira-lata é um cachorro muito interessante, não é atoa que ele é tão desejado pelas pessoas a ponto de se tornar uma moda! Por isso, separamos algumas curiosidades para você se apaixonar ainda mais por este SRD. Confira:

  • O nome vira-lata é 100% do Brasil! Lá fora, eles são conhecidos por “mixed breed” em inglês ou mistura de raças.
  • São cães resistentes por conta da seleção natural, por isso é difícil ficarem doentes.
  • Estão entre as melhores raças para quem tem criança em casa por serem dóceis e companheiros.
  • Mel e Bob são os nomes mais comuns de vira-latas. Quer ideias para batizar seu SRD? Temos mais de 2000 ideias criativas para ajudar você.
  • O termo “vira-lata” se originou com o hábito dos cães de rua mexerem no lixo em busca de alimentos.
  • Você pode fazer uma análise genética do seu pet se quiser descobrir sobre o cruzamento de raças.

Gostou? O vira-lata ganhou o coração brasileiro e com razão. Por isso, se estiver procurando um amigo de quatro patas, não se esqueça que existem muitos cães esperando por um lar. 

Eles são dóceis, leais, e com amor e carinho, vão te conquistar! Além disso, você estará salvando uma vida!

Saiba como adotar um cachorro na Cobasi.

Quer saber mais sobre cachorros? Separamos alguns posts que você vai adorar!

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

9 Comentários

  1. José Luiz disse:

    Interessante esse assunto!
    Foram informações utéis e importantes, que subsdiam o interessado, no momento de escolher um Pet para compania.
    Parabéns pela matéria!

  2. NELSON RAMOS JUNIOR disse:

    Minha srd tem 9 meses e se chama Laila. É muito carinhosa e protetora da família. Nós adotamos ela com 50 dias e nosso amor é enorme e recíproco.
    Adote um srd!

  3. Lázaro Roberto de Menezes disse:

    Eu tenho duas vira-latas, a Chica e a Brisa, sendo que a Brisa nasceu na minha casa e a Chica foi abandonada na porta da minha casa com cerca de 30 dias, há uns três anos. As duas são a alegria da casa!

  4. Giovanna disse:

    Adotar um cachorrinho vira-lata de verdade

  5. Patricia disse:

    Ooiii faltou o Golden! Lá em casa temos uma rsrss é dourada e fofinha

  6. Rita de Cássia da Silva disse:

    Eu tenho uma vira lata com 6 messes é a nossa bebê . Alegria da casa ,ela se parece com uma raposinha cor de mel com as patinhas branca ,. O veterinário falou que ela está de botas brinca o tempo todo o engradado e que ela ama amo e os meus dois filhos com igual amor ah ela só vem para gente se nós abaixado e chat como vós de dengo. Amamos muito

  7. Eloi Murari disse:

    Gostaria de adotar um fihote de vira lata branco. Que vai ficar de porte medio. Se tiver passo ai para ver.
    Pela atenção. Obrigado

    • Cobasi disse:

      Olá, Eloi! Como vai? Todos os sábados as nossas lojas recebem eventos de adoção com muitos cães em busca de famílias. Faça uma visita e depois nos conte sobre o seu novo filhote! =)

  8. Vera Maggy disse:

    Adotei uma SRD quando tinha 40 dias, é a Brigitte – Gigi- para os íntimos. Amorosa, alegre, arteira é engraçada . Parece que tem pilha de mil volts.

Deixe o seu comentário