Cachorro vomitando espuma branca: o que fazer?

Compartilhar:


Cachorro da raça Beagle deitado em tapete

Não é nada legal ver o nosso cachorro vomitando espuma branca ou tendo qualquer outro sintoma que apresente algum risco à sua saúde, certo? Por isso, é importante sempre estar atento ao que o nosso amigão anda aprontando por aí e, principalmente, ao que ele ingere.

Isso porque é comum que seja por conta da ingestão de algo indevido que o cachorro está vomitando. No entanto, existem outros motivos, e precisamos estar atentos. Saiba quais são e como agir se isso acontecer! 

O que significa quando meu cachorro está vomitando espuma branca?

cachorro vomitando espuma branca
Verifique se o vômito está ocorrendo com frequência

Da mesma forma que você considera o seu pet único no mundo, também não existe um único e exclusivo significado do que seja o cachorro vomitando gosma branca. Porém, pode-se considerar que isso é comum de acontecer, já que esse sintoma pode ter diversas causas, das mais leves às mais sérias.

Algumas são banais e pouco preocupantes, como a agitação quando o cachorro está com a barriga vazia. Sabe quando chegamos em casa e ele começa fazer aquela festa, correndo por todos os cantos? Pois é! Quando essa festa está demasiadamente grande e o pet está sem se alimentar durante um tempo, é comum que, após um tempo, ele vomite.

Nesse caso, essa “espuma” nada mais é que uma mistura de saliva, com muco do estômago e ácido.

No entanto, se o cachorro estiver tossindo e vomitando gosma branca, também pode ser algo mais sério, como tosse dos canis e até pneumonia. Portanto, fique atento!

Mas e quando meu cachorro está vomitando há alguns dias?

Caso identifique que o cachorro não está bem: já para o veterinário
Caso identifique que o cachorro não está bem: já para o veterinário

Se você se encaixa na primeira situação, ou seja, presenciou seu cachorro vomitando espuma branca após um momento de grande agitação, o ideal é acalmá-lo e observar se isso acontece em outros momentos.

Além disso, vale se fazer algumas perguntas, como:

  • Ele comeu algo diferente?
  • Aconteceu alguma situação específica com ele, por exemplo, mudança de rotina ou brigas?
  • O vômito apresenta algum outro componente ou coloração além da espuma branca? 

Se a resposta for “não” para as duas primeiras perguntas e “sim” para a última, é indispensável levá-lo ao veterinário o quanto antes. Afinal, o caso do cachorro vomitando espuma branca pode ser também uma doença séria e que precisa de acompanhamento médico e medicação.

Sendo assim, corra já para o veterinário!

Causas comuns

Se o cachorro vomitou espuma branca, as causas podem ser variadas, das mais simples às mais complexas. Então confira alguns problemas que podem acometer o pet!

  • Verminose: quando o cão ingere ovos ou larvas de parasitas através da água, do solo ou ambiente.
  • Indigestão: quando algo não cai bem e o organismo tenta expelir a substância.
  • Alterações na alimentação: mudanças bruscas na dieta do pet podem causar vômitos, sobretudo quando o tutor oferece comidas gordurosas com as quais o cão não está acostumado.
  • Intoxicação alimentar: algumas substâncias de plantas e produtos de limpeza são nocivas aos animais e podem causar reações adversas graves.
  • Torção gástrica: comum em cães de grande porte, acontece quando pets comem muito rápido após longo período sem comer.
  • Refluxo: se o pet come rápido demais ou em quantidade exagerada, o alimento volta misturado com o suco gástrico. 
  • Obstrução gastrointestinal: quando há alguma obstrução, o pet tenta vomitar com saliva acumulada.
  • Infecções, inflamações estomacais ou intestinais: qualquer doença que afete o trato gastrointestinal, como gastrite, cinomose e parvovirose, por exemplo, pode deixar o cachorro vomitando espuma branca.

Sinais clínicos

cachorro vomitando branco

Na maioria das vezes, encontrar o cachorro vomitando é normal. No entanto, se a ação vier acompanhada de outros sintomas, é sinal de que algo não está bem, o que torna seu quadro preocupante. Alguns sinais clínicos graves são:

  • vômito acompanhado de diarreia com ou sem sangue;
  • inchaço e dor abdominal;
  • falta de apetite;
  • pouca vontade de brincar;
  • choro;
  • desidratação;
  • tremores e vômito com espuma branca;
  • alteração no odor da boca.

O que fazer quando o cachorro está vomitando espuma branca?

Ao notar que seu pet está vomitando, o tutor deve tomar alguns cuidados.

1) Não interrompa o vômito

Vomitar é um processo natural. Ao invés de interromper, o tutor deve verificar se a espuma contém resíduos estranhos, sangue ou ração digerida. Também é hora de verificar o aspecto do vômito para entender qual órgão do animal está comprometido.

Uma dica importante: procure tirar fotos antes de limpar o vômito, dessa forma você facilita a análise do especialista. Assim, você ajuda para que seu pet seja diagnosticado mais rápido. Além disso, não esqueça da carteira de vacinação do seu amigão, pois é preciso que o médico tenha uma visão completa da situação de saúde do seu animal. 

2) Evite comida em excesso após o processo

Se o animal vomitou, não ofereça alimento em grande quantidade. O ideal é dar água gelada em pequenas doses, para acalmar o estômago do pet.

3) Não faça exercícios pesados

Exercícios intensos forçam o organismo, ao invés de mantê-lo em repouso para facilitar a recuperação. Além disso, o desconforto no pet também pode ser derivado da prática mal administrada de atividades.

4) Vá ao veterinário imediatamente

Ir ao veterinário é a melhor forma de cuidar do seu pet. Lembre-se: não existe remédio para cachorro vomitando espuma branca. Vá ao veterinário para descobrir o diagnóstico do animal e o melhor tratamento.

Diagnóstico e tratamento 

cachorro vomitando branco

O veterinário será responsável por examinar o animal, realizar avaliações clínicas e diversos exames, como de sangue, cultura antibiograma de fezes, urinálise, raio x e ultrassonografia. A partir dos resultados, o médico saberá qual é o melhor tratamento.

Afinal, os cuidados variam de acordo com a gravidade do problema. Se o cachorro está vomitando devido a tumores ou ingestão de corpos estranhos, cirurgias serão necessárias, por exemplo. No caso da parvovirose, internação e isolamento imediato são as melhores maneiras de evitar a desidratação e transmissão para outros animais não vacinados.

Como manter a saúde do pet em dia

Com atitudes básicas no dia a dia é possível manter a saúde do cão e evitar complicações. Confira algumas medidas que estão ao seu alcance!

  • Mantenha o calendário de vacinação em dia. As vacinas protegem o animal contra uma série de doenças, como a raiva e a parvovirose.
  • Rações de qualidade devem ser a base da dieta. A escolha correta pode ser feita junto ao veterinário.
  • Mantenha um bebedouro com água fresca sempre disponível para o pet. Contudo, depois de exercícios ou brincadeiras intensas não ofereça muita água de uma vez. A mesma regra vale para ração.
  • Além disso, é importante dividir a quantidade de ração do pet em, pelo menos, três porções, para evitar que o estômago fique vazio.
  • Idas ao veterinário são indispensáveis. Realize check-ups anuais e exames de rotina.

Esperamos que tudo fique bem logo! 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário